Revoltadas, ex-chacretes podem processar a Globo

sexta-feira, 31 de maio de 2013


A novela “Amor à Vida” (Globo) não exibiu ainda nem metade das polêmicas previstas na trama e pode já ganhar um processo judicial.

O motivo da confusão envolve a personagem Márcia, ex-chacrete vivida por Elizabeth Savalla, que vem recebendo elogios pela atuação.

O problema é que as ex-dançarinas do programa de Chacrinha não gostaram nada da “homenagem” do autor Walcyr Carrasco, uma vez que Márcia fala sem rodeios que se prostituiu nos áureos tempos de chacrete.

Após reclamarem na emissora e com o diretor da novela, Wolf Maya, algumas ex-chacretes pretendem levar a história adiante.

A Folha apurou que elas estão se reunindo e estudam processar a Globo e o autor se Márcia continuar a falar que “foi garota de programa”. Elas dizem que esse tipo de citação na novela deprecia a imagem das dançarinas de programas de auditório.

Mas Carrasco, que vê Márcia como uma personagem isolada, não pretende pegar leve com o passado tumultuado da ex-chacrete, que vai aprontar muito na novela.

Para compor a personagem, o autor conta ainda com apoio de Rita Cadillac, famosa dançarina dos palcos do Velho Guerreiro, Chacrinha.

Rita deve, em breve, até fazer uma participação especial em “Amor à Vida”.

Da Coluna Outro Canal de Keila Jimenez | Imagem: Divulgação TV Globo

0 comentários:

Postar um comentário

leia também