"Fazenda de Verão" com cara de "Big Brother" só inova com Rodrigo Faro

quinta-feira, 1 de novembro de 2012


O nome sugere uma coisa, mas o programa exibido mostra outra. “Fazenda de Verão” está muito mais próximo do “BBB” do que do reality show exibido pela própria Record desde 2009.

No lugar das subcelebridades que animaram as primeiras cinco edições, o novo reality informa ter selecionado 16 anônimos entre 64 mil inscritos. Gente que o espectador está mais do que acostumado a ver no programa que a Globo exibe desde 2002: homens sarados, mulheres gostosas, todos gritando “uhu!”.

A maior novidade, mesmo, foi o apresentador. O criticado Britto Jr., à frente da “Fazenda” desde a estreia, deu lugar a Rodrigo Faro, estrela do programa de auditório “Melhor do Brasil”.

Faro homenageou Britto repetindo um bordão criado pelo apresentador na primeira edição: “Chove em Itu”. Também adaptou um outro bordão: em vez de falar “a chaleira vai ferver”, disse “a temperatura vai subir”.

Como Britto, Faro sofreu na mão de quem escreve o texto do programa, que o obriga a ser o mais didático possível, repetindo as mesmas informações inúmeras vezes ou prometendo “surpresas” e “uma coisa muito importante”.

Impossível não lembrar de Britto vendo Faro falar coisas como: “Tudo pode mudar a qualquer momento” ou “dá pra imaginar o que vai ter de confusão?”.

Mas Faro foi além. Teve a chance, nunca dada a Britto, de interagir com todos os participantes ao vivo, no mesmo ambiente.

E mostrou-se mais à vontade para improvisar. “Não acertou. Aliás, quase acertou o apresentador”, disse, rindo, ao ver uma candidata lançar uma bola, na primeira prova da temporada. Também riu dos penteados das moças, que não sobreviveria à chuva. E pareceu estar se divertindo. Não é pouca coisa.

Já a Record, mais uma vez, mostrou não estar muito preocupada com os hábitos do seu público. Estreou o novo programa às 21h45, deixando de exibir "Ídolos Kids", e encarregou Faro de informar que a partir desta quinta-feira o reality já terá um novo horário, às 20h30. Não parece sério.

Por Maurício Stycer | Imagem: Reprodução TV Record

0 comentários:

Postar um comentário

leia também