Remake de "Carrossel" vai abordar preconceito para que "crianças aprendam a se defender"

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Bullying, preconceito e rejeição estão no roteiro do remake de "Carrossel", que estreia no dia 21 de maio, às 20h30, no SBT. "Essas temáticas vão continuar porque as crianças aprendem a se defender", disse a autora da novela, Iris Abravanel, durante uma conversa com jornalistas, na tarde desta segunda-feira (7), em São Paulo. Cirilo e Maria Joaquina são exemplos: ele continua apaixonado por ela, e ela continuará esnobando o garoto.

Com a inserção de tecnologias, a autora pretende reunir a família para discutir questões da trama. Segundo Abravanel, a ideia é diminuir o distanciamento entre pais e filhos. "Nesta trama, as crianças e os pais vão refletir sobre violência, trânsito e muitos temas. Todas as crianças terão uma identificação na novela e tentamos sempre dar uma moral da história".

O diretor da novela, Guilherme Boury, vai trabalhar pela primeira vez com um elenco infantil grande --são 17 crianças ao todo. "É uma verdadeira espera de uma sala de hospício", brinca. Segundo ele, o recurso do ponto eletrônico --que transmite as falas diretamente ao ouvido do ator-- será utilizado na trama se alguma criança precisar do aparelho. "O ponto é para adiantar a vida das crianças. É uma experiência que é valida. Uma experiência a mais", defende.

Do UOL Televisão | Imagem: Leonardo Soares de Souza / UOL

0 comentários:

Postar um comentário

leia também