Agora temos verba e estrutura, diz Tutinha sobre 'Pânico' na Band

quinta-feira, 1 de março de 2012

"Nunca houve negociação prévia do 'Pânico' com a Band. Tudo foi fechado em apenas 24 horas. A verdade é que nunca pensamos em deixar a RedeTV! Só que, quando a situação (financeira) da emissora atingiu a todo mundo, não tivemos outra coisa a fazer, a não ser mudar. Fui à Band e perguntei ao Johnny (Saad, presidente): 'Quer o Pânico?" Ele disse: 'Quero'. E acabou. Não teve negociação alguma além dessa."

A citação acima é de Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, dono da Jovem Pan e idealizador no "Pânico na TV". Ao "F5", ele falou pela primeira vez a respeito da tumultuada saída do programa, que trocou a RedeTV! pela Band, e estreia em abril.

Sem mágoas, mas...

"A gente tem o maior respeito pelo Amílcare (Dallevo, presidente da RedeTV!) Como empresário, eu entendo e respeito as dificuldades que ele está tendo, não é fácil. Mas, acho no mínimo estranho dizer que o 'Pânico' recebeu atenção demais ou que não era tão importante", afirma Tutinha. Ele se refere à entrevista que Dallevo deu ontem ao "F5", na qual disse que "a RedeTV! é maior que o 'Pânico'", e que todos deram "importância demais" ao programa.

"Como você pode dizer que um programa é superestimado quando ele é por quase dez anos a sua maior audiência? E a reprise (sempre às sextas), a segunda maior audiência? Isso não, né?", rebate Tutinha, antes de completar: "Agora temos verba e estrutura decentes. Johnny disponibilizou para nossa estreia toda a Band. Vamos fazer um ótimo programa".

Corrida contra o tempo

Por outro lado, para o tamanho de sua perda, a Rede TV! até que absorveu rapidamente a saída do "Pânico". Em uma semana, a emissora conseguiu atrair para conversas Marcelo Adnet e Dani Calabresa, e fechar contrato com Rafinha Bastos.

Do F5 | Imagem: Bruno Miranda / Folha Imagem

0 comentários:

Postar um comentário

leia também