Galvão Bueno dá aula de narração em sua estreia no UFC

domingo, 13 de novembro de 2011

Por motivos óbvios, a estreia de Galvão Bueno como narrador de UFC gerou mais expectativa no Brasil do que a própria luta de Junior Cigano. E, como se viu na madrugada deste domingo, ambos se saíram muito bem.

Cigano liquidou a fatura em 65 segundos, o que ajudou muito a Galvão, que não teve tempo de falar nenhuma besteira. Com exceção do bordão que repetiu três ou quatro vezes (“os gladiadores do terceiro milênio”), foi sóbrio, didático e, num gesto raro, mostrou humildade, falando do desafio de fazer algo novo depois de décadas de carreira.

Diferentemente do que ocorreu no UFC-Rio, transmitido pela RedeTV, Galvão foi contido, não mostrou deslumbramento, não chamou ninguém de “mito” ou “lenda” e foi generoso com Vitor Belfort, pedindo que o lutador explicasse didaticamente os golpes aplicados e o ritual da luta.

Foi, enfim, uma aula de narração.

Audiência

Se o UFC Rio conquistou a maior audiência da história da RedeTV!, em agosto, a estreia do evento na emissora de maior alcance do país, neste domingo, foi além. A Rede Globo transmitiu o UFC on FOX, com a vitória de Júnior Cigano sobre Cain Velásquez, e teve números até duas vezes maiores que a da concorrente, superando também sua média do horário.

Na transmissão de cerca de 30 minutos, que foi até quase 1h da madrugada, a Globo teve picos de 18 pontos – a média do horário deve ser mais baixa que isso, com um número entre 16 e 17 pontos. Cada ponto equivale a 58 mil domicílios na Grande São Paulo. Em agosto, no UFC Rio, a RedeTV! bateu seu recorde, com 9 pontos.

A TV Globo apostou em transmitir o mesmo evento que marcou a estreia da FOX na TV aberta dos EUA e, por isso, teve apenas um combate na programação. Uma das atrações acabou sendo a presença de Galvão Bueno, ao lado do lutador Vitor Belfort como comentarista.

O evento acabou abreviado por um nocaute em apenas um minuto, perdendo a chance de ampliar a grande audiência da Globo. Logo após o encerramento do evento, o número baixou para cerca de 13 pontos, que é o que a emissora costuma ter com o Supercine.

Do blog do Maurício Styccer | Imagem: Reprodução

0 comentários:

Postar um comentário

leia também